top of page

Inmetro identifica mais de 15 mil produtos infantis comercializados de forma irregular em 12 estados


Operação especial executada por fiscais dos Ipem incluiu 435 estabelecimentos e envolveu mais de 100 mil itens.





m uma ação articulada nacionalmente, por meio dos órgãos delegados nos estados brasileiros (Ipem), o Inmetro identificou quase 16 mil produtos infantis sendo comercializados de forma irregular no comércio de São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Ceará, Mato Grosso, Rio Grande do Norte, Tocantins, Acre, Rio Grande do Sul, Paraná, Amazonas e Roraima. Como parte da operação especial de fiscalização para o Dia das Crianças, do dia 4 ao dia 7, fiscais dos Ipem visitaram mais de 400 estabelecimentos e fiscalizaram 116.939 produtos entre brinquedos, bicicletas de uso infantil, berços, carrinhos, cadeiras de alimentação, dispositivo de retenção e brinquedos Pop-its e Orbeez, que viraram sensação no mundo todo, inclusive no Brasil. A operação se estenderá até o próximo dia 12. Entre as irregularidades, foram encontrados produtos sem o selo do Inmetro, ausência da identificação do fabricante, produtos com registros cancelados e com ausência do nome, razão social ou marca do fabricante, falta de informações constantes no selo nas páginas de comércio eletrônico, falta do selo de avaliação da conformidade em brinquedos Pop it, entre outras. A depender da irregularidade encontrada pelos fiscais, fabricantes, importadores, distribuidores e varejistas podem ser penalizados com advertência, multa, interdição, apreensão, inutilização do produto, suspensão e cancelamento do registro do objeto.

Dados parciais

  • Estados: 12 (São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Ceará, Mato Grosso, Rio Grande do Norte, Tocantins, Acre, Rio Grande do Sul, Paraná, Amazonas, Roraima

  • Nº de estabelecimentos visitados: 435

  • Quantidade de produtos fiscalizados: 116.954 (brinquedos, carrinhos, bicicletas infantil, cadeiras de alimentação, berço, Pop it, miniaturas Pokemón, Hand Spinner, bonecas, entre outros)

  • Quantidade de produtos irregulares: 15.959 (produtos sem o selo do Inmetro, ausência da identificação do fabricante, produtos com registros cancelados, falta de informações constantes no selo nas páginas de comércio eletrônico, falta do selo de avaliação da conformidade em brinquedos Pop it, entre outras)

  • Observação: Produtos irregulares corresponderam a cerca de 14% (13,6%) do total de produtos fiscalizados.




5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page