Técnicas para fazer churrasco que reduzem o risco de câncer

Marinar os alimentos, grelhar frutas e verduras junto à carne, evitar defumados e diminuir o tempo de exposição à grelha podem diminuir danos à saúde.

Muitos se surpreenderão ao ouvir dizer que o churrasco apresenta riscos potenciais de câncer. Mas a cada ano, o Instituto Americano de Pesquisa do Câncer publica um guia sobre Como fazer churrasco de maneira segura sem risco de câncer, alertando os consumidores a evitarem dois tipos de compostos que foram relacionados ao câncer.

Estes compostos, chamados hidrocarbonos aromáticos policíclicos e aminas heterocíclicas, são gerados quando os alimentos, principalmente a carne, são grelhados. Não ficou comprovado que são a causa do câncer no ser humano, mas estudos realizados em laboratório mostraram que alteram o DNA a tal ponto que podem levar ao câncer.


“Os hidrocarbonos aromáticos policíclicos formam-se quando qualquer matéria orgânica”, fundamentalmente a gordura que pinga da carne, “queima”, disse Rashmi Sinha, pesquisador sênior do Instituto Nacional do Câncer dos EUA. A fumaça resultante pode revestir a carne de compostos potencialmente carcinogênicos. A parte chamuscada que todos vemos nas grelhas do churrasco e a carne grelhada? Estas mesmas, são as aminas heterocíclicas, ou HCA, que ocorrem quando altas temperaturas encontram a carne, que inclui carne vermelha (porco, vaca, cordeiro, cabra), aves (peru, frango) e peixes.

Se você pretende fazer churrasco com frequência - uma ou duas vezes por semana - os especialistas sugerem que tome algumas medidas a fim de reduzir a sua exposição a estes compostos. Esqueça um pouco do hambúrguer. Grelhe peixe, frutos do mar, aves ou vegetais em lugar da carne vermelha e as carnes processadas como salsichas; a Organização Mundial da Saúde considera as carnes processadas um carcinogênico e a carne vermelha um provável carcinogênico.

Procure antes marinar o alimento 

As pesquisas sugerem que marinar por pelo menos 30 minutos pode reduzir a formação de HCAs na carne, aves e peixes. “Se você colocar uma barreira de açúcar e óleo entre a carne e o calor, será esta que tostará em lugar da carne”, disse Nigel Brockton, vice-presidente de pesquisa do Instituto Americano da Pesquisa do Câncer.

Frutas, verduras e legumes ao lado da carne

Muitos tipos de frutas e legumes são verdadeiras defesas quanto ao risco de câncer, e não formam HCAs quando grelhados. Numerosos especialistas recomendam que se use a carne como complemento - por exemplo, alternando cubos de carne de ave com pimentões em um espetinho.

Exagere em ervas e especiarias. Segundo Brockton, cozinhar a carne com ervas, especiarias, chá, pimentões e coisas do gênero pode ser uma estratégia saudável porque as suas propriedades antioxidantes “impedem a formação dos compostos potencialmente carcinogênicos”.

Evite tostar e defumar

A crosta preta e crocante que se vê nas bordas das costelas ou do bife muito provavelmente contém uma elevada concentração de compostos potencialmente carcinogênicos. Limpar a grelha com antecedência ajudará a retirar toda a camada de carvão que se formou anteriormente. Os especialistas recomendam também que se tente minimizar a inalação de fumaça.

Diminua o tempo de exposição à grelha

“Quanto mais tempo você levar para cozinhar alguma coisa, mais demorará a reação química, e maior a quantidade de HCA que se formará”, segundo Brockton. Se você pré-cozinha a carne, por exemplo, no formo ou no micro-ondas, a camada de HCAs não será tão espessa. Grelhar em papel alumínio também pode ajudar a proteger o alimento e acelerar o tempo de cozimento.

Reduza o combustível para o fogo

Especialistas recomendam que se escolham cortes mais magros de carne ou que se retire a máxima gordura visível, o que reduz a quantidade que pinga no fogo e volta para cima sob a forma de fumaça.

Vire frequentemente

Segundo a diretriz do Instituto Nacional do Câncer, se você virar a carne com frequência, reduzirá a formação de HCAs enquanto ela grelha em fogo alto. / TRADUÇÃO DE ANNA CAPOVILLA


fonte: https://internacional.estadao.com.br/noticias/nytiw,tecnicas-para-fazer-churrasco-que-reduzem-o-risco-de-cancer,70002943608?utm_source=facebook%3Anewsfeed&utm_medium=social-organic&utm_campaign=redes-sociais%3A072019%3Ae&utm_content=%3A%3A%3A&utm_term&fbclid=IwAR2bVGMtQCi5AYlQ4iEq6nhAvXWsyujYUeoqyNKkTq4me3yUXXuVVRfP43U

0 visualização