Navios de cruzeiro: iniciadas ações para nova temporada

Reuniões preparatórias discutem, em nove cidades brasileiras, estratégias de monitoramento, inspeção e adoção de medidas em navios de cruzeiro.



De olho na temporada 2019/2020 de navios de cruzeiro, foram iniciadas as reuniões preparatórias para debate das ações de monitoramento, inspeção sanitária e adoção de medidas. Os encontros acontecem nas cidades de Recife, Manaus, Belém, Santarém, Santos, Fortaleza, Itajaí, Rio de Janeiro e Salvador, que irão recepcionar os navios.

As reuniões são organizadas em duas etapas. A primeira reúne os profissionais da Anvisa para alinhamento das ações e atividades. A segunda é realizada com os atores envolvidos, ou seja, representantes das secretarias estaduais e municipais de saúde, dos laboratórios de saúde pública e de programas de imunização, entre outros, para preparar e reforçar as articulações necessárias a fim de otimizar as ações locais durante a temporada. Nessa ocasião, é apresentado o Programa Nacional de Vigilância em Saúde para Navios de Cruzeiro.

Já foram realizadas reuniões em Recife, Manaus, Belém, Santarém e Santos. Ainda em setembro, estão previstos encontros em Itajaí e no Rio de Janeiro, e nos dias 1° e 2 de outubro haverá uma reunião em Salvador.

Entenda

O Programa Nacional de Navios de Cruzeiro tem os seguintes objetivos:

Harmonizar as regras e padronizar as ações de fiscalização.Promover o intercâmbio de conhecimentos e experiências.Definir estratégias de inspeção.Compor banco de dados.Divulgar os resultados alcançados.Fomentar a participação social.Debater os temas de interesse, de forma ampla e transparente, com a indústria de cruzeiros.

Atuação da Anvisa

A Anvisa é responsável pela fiscalização da infraestrutura portuária e dos navios que circulam na costa brasileira. Nas inspeções, os fiscais verificam a segurança sanitária dos alimentos preparados a bordo e da água ofertada para consumo humano, além das águas recreacionais (das piscinas e hidromassagens), limpeza das cabines, gerenciamento de resíduos sólidos e hospital de bordo.

Controle vacinal

Como integrante do Comitê Operativo de Emergência em Saúde (COE), a Agência vem discutindo as ações relacionadas ao controle do sarampo em portos e aeroportos. Assim, a Anvisa tem apresentado recomendações sobre medidas de manejo e bloqueio vacinal frente a casos suspeitos de sarampo e rubéola em meios de transportes e pontos de entrada no Brasil.

O COE é formado por representantes de vigilância, vacinação, atendimento hospitalar, atenção básica e assistência farmacêutica e está encarregado de fazer o acompanhamento diário da evolução dos casos de sarampo no país.


fonte: http://portal.anvisa.gov.br/noticias/-/asset_publisher/FXrpx9qY7FbU/content/navios-de-cruzeiro-iniciadas-acoes-para-nova-temporada/219201?p_p_auth=aaNNPRZW&inheritRedirect=false&redirect=http://portal.anvisa.gov.br/noticias%3Fp_p_auth%3DaaNNPRZW%26p_p_id%3D101_INSTANCE_FXrpx9qY7FbU%26p_p_lifecycle%3D0%26p_p_state%3Dnormal%26p_p_mode%3Dview%26p_p_col_id%3D_118_INSTANCE_KzfwbqagUNdE__column-1%26p_p_col_count%3D1&fbclid=IwAR06_j2ml0ENhEyctg1moUh1RGdFz2qceG3o8exFyGEEtdCJXKhJj2HlUc8

5 visualizações