top of page

Asteroide do tamanho de um piano de cauda atinge a Terra e destrói sistema internacional de medidas


Um asteroide do tamanho de um piano de cauda atingiu a Terra no último dia 11 de março. O asteroide era inofensivo para o nosso planeta, mas essa notícia, veiculada em vários portais de notícias de todo o mundo, acendeu uma importante discussão: precisamos urgentemente de um padrão internacional de medidas de asteroides!

Em 15 de fevereiro de 2013, um asteroide do tamanho de um brontossauro e pesando mais de 80 baleias azuis, atingiu a Terra na região de Chelyabinsk, na Rússia. A rocha espacial atravessou a atmosfera numa velocidade 70 vezes superior à de cruzeiro de um avião comercial, e explodiu a cerca de 28 Burj Khalifa de altitude, com energia equivalente a 440 mil toneladas de dinamite.

Felizmente, em Chelyabinsk, os estragos não foram tão grandes e nenhuma morte foi registrada. Mas em 1908, uma área de floresta equivalente a 200 mil campos de futebol foi completamente devastada na Sibéria, pelo impacto de um asteroide do tamanho de 20 mamutes. A partir deste tamanho, esses objetos vindos do espaço costumam ser devastadores.

Se estas informações lhe pareceram meio confusas saiba que, ao fazer uma busca rápida na internet, encontramos asteroides dos mais variados tamanhos, desde uma geladeira, até o tamanho de 9 navios de cruzeiro. Existem também asteroides do tamanho do Empire State, da pirâmide de Gizé, ou de 3 Taj Mahal.

Esse tipo de equivalência para dimensionar estes corpos espaciais é, na verdade, um recurso utilizado para tentar dar uma ideia mais palpável do tamanho do objeto. A noção do quão grande é uma rocha de 15 metros fica mais clara quando comparamos com um prédio de 5 andares. Agora se o leitor está precisando pegar uma calculadora ou pesquisar quanto mede um piano de cauda, por exemplo, é porque tem algo muito errado nessa comparação.


11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page